quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Outback Steakhouse: Colecionando felizes experiências


Qualidade é algo levado extremamente a sério no Outback Steakhouse. A cada ida ao local eu confirmo isso. O atendimento também, é indiscutível. Para mim, continua sendo padrão de referência em qualidade. Fui à unidade de Florianópolis, localizada no Beiramar Shopping, a convite da casa, para conhecer o novo prato do cardápio, o Salmone & Orzo Pasta. Quando cheguei e me apresentei, a maître chamou a gerente e ela, muito educadamente e com muita simpatia, me explicou que naquele dia a massa, um dos ingredientes base do novo prato, havia passado do ponto, sendo assim, não seria servido aos clientes visando o padrão de qualidade. Diante do fato, recebi um voucher para voltar outro dia e conhecer a novidade, mas para não perder a "viagem", me convidaram para um jantar.



Para abrir os trabalhos, não pensei duas vezes e pedi o tão tradicional chope estupidamente gelado, marca registrada da casa e que dispensa comentários. Como de praxe, o pão e a manteiga, cortesia da casa, também estava uma delícia.



Para  o prato principal, fui de saladinha, a El Rancho Salad (R$36,75), opção bem light, pois estava de olho na sobremesa Cinnamon Oblivion (R$23,75). A salada, que estava bem gostosa, especialmente pelo molho, vem com frango grelhado, alface, cenoura, repolho roxo, mix de queijos, bacon e crocantes tiras de nachos.



O noivo escolheu o The  Smokehouse Burger (R$32,90). Lógico que dei uma mordida para poder escrever aqui com propriedade! Posso dizer que o Outback sabe fazer hambúrguer, porém, sem sombra de dúvidas, há outras opções no cardápio que são "mesmo" especialidades da casa e ninguém barra, à exemplo da famosa cebola. O noivo suspirou e ficou feliz, bem feliz, com a escolha feita.



Finalmente chegamos à sobremesa, que era o foco da noite e o motivo das calorias "poupadas" com a saladinha. Cinnamon Oblivion é felicidade, se é que esta palavra pode definir o grau de  prazer que um doce pode proporcionar. O quitute entrou para minha lista de amigos da TPM como um grande aliado para suprir a necessidade de glicose no corpo. O sorvete de creme, as nozes crocantes, o mix de Cinnamon Apples, croutons de canela, creme de chantilly, frutas de estação e calda de caramelo são abençoados e do céu. Prove e se apaixone! É de perder o juízo. E foi sem juízo que fechamos o jantar mais que agradável no Outback Steakhouse.

SERVIÇO
www.outback.com.br
Rua Bocaiúva, 2468 - Beiramar Shopping (1° piso)
Centro - Florianópolis
(48) 3039-0935 / 3039-1935


segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Artusi: Onde se come o melhor gnocchi da cidade





Sempre que lembro do gnocchi que comi no Artusi Restaurante penso em como a vida é bela e como pequenas coisas, como uma massa preparada  com carinho, talento e amor podem transformar uma simples experiência gastronômica em uma noite memorável. Assim foi minha visita ao Artusi: inesquecível! Do começo ao fim.

O Artusi, inaugurado aproximadamente há quatro meses,  está no mesmo local onde o Joy Joy Bistrô funcionou, na Almirante Lamego, no Centro de Florianópolis.  Em comum entre os dois, o conceito da alta gastronomia, porém, a diferença  está no cardápio que foi adaptado ao paladar local mesmo trazendo referências internacionais  e o preço em sintonia com o mercado. Essas  diferenças  mostram que o restaurante tem chances de vida longa. 




Sob o comando do mineiro chef Chelios Assunção, 38, que há três meses orquestra as panelas  da cozinha do Artusi , o cardápio da casa veio para agradar todos os paladares e surpreender com a alquimia dos seus temperos.  Chelios morou muitos anos em Londres e em Cingapura, de onde trouxe suas referências gastronômicas.    


Da mesa onde fiquei no Artusi, pude observar o preparo de todos os pratos que foram para a mesa dos clientes. Aliás, a cozinha exposta, separada do salão apenas por um vidro transparente, é ainda característica do antigo Joy Joy, algo que muito me agrada e que consegue completar a magia de uma experiência gastronômica completa.  A luz baixa e o excelente atendimento, conduzido nessa noite pelo maitrê Juarez, completam  a lista de motivos  para voltar ao  local, além da excelente comida, é claro, que contarei mais sobre nos parágrafos seguintes.




Iniciamos os trabalhos aceitando a sugestão do Juarez, o vinho português Don Rafael 2010 (R$88), um tinto muito agradável e fácil de beber. Sugestão mais que aprovada! Deixamos pelo chef a escolha dos pratos que conheceríamos naquela noite. E que escolhas! Começamos com o couvert  (R$9) composto por mini pães, preparados pelo chef, acompanhados pelos patês de ervas finas e lingüiça Blumenau. Que pãezinhos divinos! 


Extremamente macios por dentro, com uma deliciosa e corada casquinha fininha por fora. Ficaram ainda mais deliciosos com os patês, que possuem um tempero delicioso, leve, porém, com sabores únicos e bem definidos. A perfeição em forma de patê!




Em seguida fomos surpreendidos com a primeira entrada, esta cestinha de fundo de alcachofra  com camarão grelhado, ervas fortes ao creme de parmesão (R$25). Uma entrada delicada e saborosa.  A segunda entrada foi Tapas de Berinjela crocante, queijo brie, geléia de pimenta, mel, flor de sal e manjericão (R$18). Trata-se de uma composição interessante que mistura sabores, texturas e aromas diferentes, mas que fica extremamente agradável. 




O primeiro prato principal foi o incrível  Risoto de Bacalhau de alho poró  e alho confitado (R$55). Juro, nunca em minha vida me atreveria a fazer ou pedir um risoto de bacalhau, mas fui positivamente surpreendida com este do Artusi. O bacalhau ficou muito suave nesta receita do Chelios. 





O segundo prato principal foi  o Gnocchi de mandioquinha recheado com mussarela  que veio  acompanhado de tiras de filé mignon  flambado com conhaque e funghi  (R$56). Honestamente, o melhor gnocchi que já comi. É o amor em forma de bolinhas de mandioquinhas, e isso é piegas, eu sei, porém, não existe definição mais sincera. A produção deste prato, nos explicou Chelios, é primorosa. Cada bolinha deste gnocchi é enrolada por ele, uma a uma, da forma mais artesanal possível. As bolinhas, de tamanhos generosos, se desmancham  na boca,  nos causando a impressão de que, talvez, até fosse desnecessário o filé mignon, que também estava delicioso, mas que desaparece ao lado do gnocchi, que roubou a cena e por ele tiramos o chapéu!



A sobremesa veio para fechar com chave de ouro essa que foi uma noite agradabilíssima. O creme brûlè de frutas vermelhas (R$18), é suave, finíssimo, delicado e saboroso. As frutas vermelhas, com sua leve azedume, contrastou  com esse creme doce divino!



O Blog Garfadas agradece, mais uma vez, o convite da casa para conhecer o cardápio do Artusui e ao chef Chelios por surpreender deliciosamente o nosso paladar! Vida longa ao Artusi!




SERVIÇO


Endereço: Rua Bocaiúva, 2019 - Centro. Florianópolis/SC.
Telefone: (48) 3365-2448



        

terça-feira, 15 de julho de 2014

Indaiá: Para aguçar os sentidos e ser feliz

Divulgação Indaiá

Voltar ao Indaiá, em Itapema, é sempre uma experiência prazerosa! A ida ao local provoca ótimas experiências. O visual é deslumbrante, a comida é de extrema qualidade e a arquitetura e decoração contemporâneas completam o momento ímpar que é estar lá. O Blog Garfadas mais uma vez foi convidado pela casa a desfrutar do novo menu, e em uma noite de sexta-feira foi conferir as novidades.


O Indaiá faz muito sucesso por suas famosíssimas sequências de fondue que costumam formar uma imensa lista de pessoas ansiosas por comê-las. O blog já conferiu e comprovou o motivo de tanto sucesso, e registrou tudo nesse post aqui. Mas não são só os fondues, não! O menu, comandado pelo jovem chef Gustavo Piffer, proprietário do Indaiá, é elogiadíssimo e contempla os mais variados gostos. São carnes, peixes e frutos do mar com as mais variadas combinações. O menu tradicional é composto por couvert + salada + entrada + prato principal + sobremesa. Por um preço único vcoê tem o direito a uma experiência completa e deliciosa.



Ao chegar ao Indaiá você faz um registro e recebe o cartão de consumo. Se for consumir o fondue o cliente é conduzido a parte superior da casa, se for consumir o cardápio tradicional,  é conduzido ao piso inferior, que para mim é a parte mais privilegiada. Me acomodei em um sofá fofo com uma ampla mesa, de onde era possível apreciar toda magia de Itapema vista do alto, com vários pontos de luz coloridos das casas e bares, típico da efervescente cidade. Com essa vista não tem como não relaxar e viajar um pouco. Para começar os trabalhos, um baldinho de Stella Artois bem gelada, por favor! Elas vieram! E que geladas!




Não demorou muito, o amigo jornalista e relações públicas da casa, o Giga, chegou. Nos acompanhou no suco, pois seguia à risca sua nova rotina de hábitos alimentares mais saudáveis. E falando nisso, todos os pratos light do menu são identificados com "Light". Interessante, né? De entrada, aceitei o conselho do Giga e fui de Espaguete Pomodoro. Massa singela, simples e na medida. No ponto, al dente com molho de tomate suave por cima. A minha escolha para o prato principal foi o Salmão Grelhado com legumes (R$69,90). 



Mas antes dos pedidos chegarem à mesa, fizeram o ritual de início o couvert, com pães caseiros do chef e a manteiga de ervas finas, além da salada de folhas verdes com tomate seco.  


O Salmão Grelhado estava maravilhoso! Tempero suave, como deve ser o do salmão, e suculento. Os legumes estavam saborosos e acompanharam muito bem o purê de batatas. 



O noivo escolheu de entrada Risoto de Limão e Rosmarino (Limão e Alecrim) e de prato principal o Mignon com molho de Rocquefort (R$69,90). Acabei de não experimentando para dar o meu veredito, mas, segundo ele, estava sensacional!



De sobremesa, a mousse servida na taça  para encerrar com chave de ouro!

A trilha sonora da noite foi embalada por uma música suave, comandada pelo DJ. O violino também costuma marcar presença nas noites do Indaiá. 


Sou fã do Indaiá e não escondo de ninguém. Ao mesmo tempo em que você vai ao local para relaxar e desfrutar de uma boa comida, você tem o clima de badalação à disposição. A música e a grande movimentação de carros e pessoas criam essa atmosfera. Iria muito mais vezes se fosse mais pertinho de casa, haha. 

O Blog Garfadas indica!

SERVIÇO
restauranteindaia.com.br
Rua 900, nr. 1300 - Alto São Bento-  Itapema | Santa Catarina 
+55 47 3368 2745 

Horário de Funcionamento: 
11:30 /15:00 - 19:00/00:00 
Todos os dias 


sexta-feira, 11 de julho de 2014

[Receitas dos Chefs] Arroz Francis Bacon, por Luiz Carlos Serafim


Mesclar ovo, bacon e batata palha – itens comuns na geladeira - junto com o arroz é um prato simples e fácil de fazer, mas nas mãos de quem entende fica ainda melhor. Esta é a base do Arroz Francis Bacon, em homenagem ao famoso filósofo inglês do século 17, criado por Luiz Carlos Serafim,  do Chico Toicinho Pizza e Grill, que escolheu corte nobre da carne argentina para acompanhar. Pesquisou e descobriu que Francis, que também era político, gostava de pratos à base de ovo e bacon. Dono de frases famosas até hoje, uma delas mereceu a justa homenagem: "O homem deve criar as oportunidades e não somente encontrá-las".

Para acompanhar, um filé de entrecot, corte bovino tradicional do churrasco argentino, na qual é a parte anterior da costela que aqui no brasil chamamos de filé da costela.
O prato pode ser servido acompanhado de legumes – cebola, berinjela,abobrinha e pimentão - grelhados na brasa.




Ingredientes

Entrecot
-350 g de entrecot (de preferência  Red Angus)

Francis Bacon
- Arroz branco (1/2 xícara)
- 2 ovos
- Uma tira grossa de bacon
- Batata palha (a gosto)
- Um ramo de salsinha.

Legumes
- ½ Berinjela
-  ½ bobrinha
-  Pimentão vermelho e amarelo(pedaço pequeno)
-Azeite de oliva.
-Pimenta do reino preta e branca.


Preparo
Para fazer o entrecot,  o tempere  somente com sal grosso e passe na chapa quente com óleo(pouco). Vire até que fique no ponto, de modo que não fique seco.
Para o arroz, cozinhe o arroz branco e reserve.  Frite o bacon em cubos.  Acrescente os ovos e mexa constantemente, deixando em pequenos pedaços.  Misture o arroz branco cozido.  Acrescente batata palha e a salsinha.
Corte os legumes em fatias longitudinais, tempere com azeite de oliva, pimenta do reino preta e branca. Grelhe-os em seguida em uma chapa.
Servir o prato com chimichurri,  sendo que a casa ainda serve com o molho especial Chico Toicinho.

Rende 1 porção(grande).


quinta-feira, 10 de julho de 2014

[DIA DA PIZZA] Dia da pizza é comemorado duplamente em Florianópolis

Pizza  recebeu o nome de "Campeã" depois do título conquistado em SP


No dia 10 de julho comemora-se o Dia da Pizza! Em Florianópolis, a data registra um momento gratificante para a cidade, uma vez que a melhor pizza do Brasil está na Ilha. Quem acompanhou o Instagram do Blog ontem à noite soube da informação em primeira mão. Depois de três etapas vencidas na Fispal Food Service (30ª Feira Internacional de Produtos e Serviços para a Alimentação Fora do Lar), em São Paulo, e deixar para trás 32 estabelecimentos de todo o país, a pizzaria Pizzarium, do Campeche, conquistou o título. O empresário Danilo Mazuca participou do evento com a pizza que leva escarola e aliche. A massa é feita com farinha branca e fibras de trigo, grano duro, e é aberta com as mãos, sem auxílio de rolo. A pizza precisou ser batizada de “Campeã” depois do evento e pode ser consumida por R$40 (8 fatias).


SERVIÇO
www.pizzarium.com.br
Avenida Pequeno Príncipe, 3068, esquina com a rua das Corticeiras - Florianópolis
48 3238-2390


terça-feira, 8 de julho de 2014

[BRASIL] Inspirações de comidinhas para torcer pela seleção brasileira

Quem está confiante com o jogo do Brasil x Alemanha? Pois o Blog Garfadas está! Sou da turma que acha que a ausência do nosso craque Neymar só vai motivar e dar ainda mais garra aos jogadores da nossa seleção! É hoje, gente! Para frente Brasil, rumo ao Hexa! E no clima de copa, quando a comida está totalmente ligada às reuniões regadas à cerveja, separamos uma seleção de imagens para inspirar no preparo dos quitutes para assistir a partida às 17h.







Esta torta pode ser comprada no site www.encomendagourmet.com.br 








Beijos






segunda-feira, 7 de julho de 2014

[NOTÍCIAS] Primeira unidade do Madero Container chega a SC

 A cidade de Itapema foi escolhida para receber o primeiro Madero Container de Santa Catarina, localizado no Posto Brava Itapema, na BR 101 - Km 148. A inauguração será na próxima segunda-feira (14/07).  Trata-se do quarto Madeiro Container do país - os outros três estão em Campo Largo, Palmeira e Rio Grande (PR).

O Madero Container de Itapema conta com uma estrutura de 300 metros quadrados divididos em dois pisos, o que gera a capacidade de 100 lugares totais. A base é formada por três containers e um deck e o piso superior por outros dois containers. A expectativa é que 70% dos clientes do Madero Container sejam pessoas vindas da estrada e os outros 30%, moradores das cidades vizinhas ao restaurante.

O Madero já tem presença no estado de Santa Catarina, com o seu tradicional restaurante Madero Burger & Gril, nas cidades de Joinville, Balneário Camboriú e Florianópolis.






Arquitetura


Assinado pela arquiteta Kethlen Ribas Durski, o projeto do Madero Container, teve como premissa tirar o máximo partido da forma e do conceito industrial do container, agregando a ele características importantes que já fazem parte dos projetos dos restaurantes Madero.  A cor conceito do Madero foi utilizada nas paredes, agregada de eletrocalhas, dutos e luminárias aparentes, além é claro, de bastante madeira, que destacam a identidade da marca. O ambiente sustentável também é outro destaque neste projeto, já que o próprio container tem esta característica. A separação do lixo, o reaproveitamento da água, a captação de energia natural, estão entre os propósitos que estarão cada vez mais inseridos na rotina do Madero.
Cardápio


No cardápio do Madero Container o carro chefe é o premiado Cheeseburger Madero, que é feito com os melhores cortes de boi, pão crocante – assado na hora no próprio restaurante, alface americana, tomates frescos, cebola grelhada, queijo cheddar de alta qualidade e a inconfundível maionese artesanal. Outros campeões de vendas já conhecidos nos restaurantes Madero, como o Cheeseburger de Cordeiro e o Cheese Chicken, também estarão no cardápio do Madero Container. O Madero Container de Itapema conta ainda com os Hot Dogs do Madero feitos com salsicha artesanal defumada, feita apenas com carne e o pão assado na hora. O hot dog estará disponível no Madero Container em quatro versões diferentes para agradar todos os gostos: Central Park, Tradicional, German e Mexican.  
O Cheeseburger do Madero coleciona títulos como o Melhor Cheeseburger de Curitiba pela Revista Veja 2013, Revista Gula 2012 e pelo jornal Gazeta do Povo 2013.  
Para facilitar as escolhas dos clientes, o Madero Container também conta com combos com opções de cheeseburgers ou hot dog, batata frita e refrigerante. E para quem não estiver dirigindo, uma boa pedida é o Chopp Brahma na Caneca Congelada, refrescante na medida certa.
Para sobremesa, as opções no Madero Container contam com o premiado Petit Gâteau de doce de leite com sorvete artesanal e calda de frutas vermelhas, Mini Mousse de Doce de Leite, o Brigadeiro de Colher, o Sorvete Artesanal e as Paletas Madero, feitas pela  chef pâtissière Laysa Durski, produzidas de forma artesanal pelo próprio Madero e disponível em quatro sabores: Coco Queimado, Brownie, Morango com recheio de brigadeiro e Frutas Vermelhas com recheio de doce de leite.
Outro diferencial importante dos produtos do Madero é a sua fabricação artesanal. A maioria dos produtos do restaurante é feita no próprio Madero e são livres de qualquer tipo de conservantes ou corantes. “Fazemos tudo para ter certeza que a qualidade seja a melhor possível. Este é o caso dos pães, hamburgeres, bacon, linguicinha, carnes, molhos, sobremesas, sorvetes e até mesmo a maionese, feita com ovos pasteurizados, o que garante a não contaminação do produto”, explica Durski. O hamburger do Madero é feito 100% de carne bovina selecionada e de origem certificada pelos órgãos competentes, inclusive com o SIF (Serviço de Inspeção Federal), assegurando qualidade e sabor inconfundível ao produto. “Temos o cuidado em oferecer um alimento que seja sempre muito saudável, sem contar no sabor diferenciado das receitas artesanais”, completa o chef Junior Durski.
Paleta Madero – Exclusividade Madero Container
Desde março deste ano, o Restaurante Madero passa a oferecer para seus clientes uma novidade no cardápio de sobremesas: a Paleta Madero. Uma invenção mexicana que se trata de um picolé, em tamanho maior que os tradicionais e, geralmente, recheado. Criação da chef pâtissière Laysa Durski, a Paleta Madero, é produzida de forma artesanal pelo próprio Madero e está disponível em quatro sabores: Coco Queimado, Brownie, Morango com recheio de brigadeiro e Frutas Vermelhas com recheio de doce de leite. “Os sabores foram inspirados nas sobremesas mais pedidas do restaurante como o Petit Gâteau de Doce de Leite com calda de frutas vermelhas, o Brownie, servido com sorvete de vanilla, e o Brigadeiro de Colher”, explica a chef Laysa Durski.
As sobremesas que geraram a inspiração para as Paletas Madero, além de já conhecidas pelo público, possuem alguns prêmios: o Petit Gâteau de doce de leite com sorvete artesanal e calda de frutas vermelhas foi eleito "A Melhor Sobremesa de Curitiba" pela Gazeta do Povo e, depois de ganhar o prêmio por três anos consecutivos, foi elevada ao nível de Hors-Concours em 2012. Outro destaque é o Brownie com sorvete artesanal e calda de chocolate que foi eleito pelos leitores da Veja Curitiba 2013, o melhor de Curitiba.
Restaurante Madero
Em 2005, o chef Junior Durski inaugurou o primeiro restaurante Madero, no centro histórico de Curitiba. Hoje são quase 40 restaurantes, em diversos estados brasileiros, nas cidades de Curitiba, Campo Largo, Londrina, Maringá, São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande, Palmeira, Foz do Iguaçu e Ponta Grossa, no Paraná; São Paulo e Ribeirão Preto, em São Paulo; Goiânia, em Goiás, e Joinville, Balneário Camboriú e Florianópolis, em Santa Catarina.
A previsão do Madero é fechar 2014 com 26 restaurantes neste formato nas estradas que ligam Curitiba ao litoral paranaense, ao litoral catarinense e à capital paulista. O formato de restaurantes em containers não é inédito no Brasil, mas a inovação do projeto Madero Container é a sua distribuição em pontos estratégicos das principais estradas do Brasil, iniciando pelas regiões Sul e Sudeste. As próximas cidades que irão receber o Madero Container são Guarapuava (PR),Araquari (SC) e Cascavel (PR).

Veloso Bar: Tradicional bar da boemia carioca




Ir ao Rio de Janeiro é pedir por um boteco. Pedir por um boteco é pedir para ir ao tradicional Veloso Bar. Essa foi a sugestão de várias amigos quando perguntava por dicas de algo do gênero.  Inaugurado em 2008, o tradicional bar  carioca está localizado no Leblon, mas foi em Ipanema que tudo começou. Era no bairro nobre onde se reuniam-se Vinicius de Moraes e Tom Jobim, na década de 50, para compor, botar conversa fora e ver a Garota de Ipanema passar. O bar original fechou em 1967, dando local ao  atual Bar Veloso, no Leblon, uma homenagem saudosista ao antigo reduto da bossa nova. Em São Paulo também existe o Veloso Bar, na Vila Mariana,  com a mesma proposta. As coxinhas e os drinks são premiadíssimos. Com certeza será a próxima parada do blog na maior capital paulista. 




Saímos de Copacabana, que estava efervescente com a Copa e o Fifa Fan Fest, rumo ao nobre bairro localizado na Zona Sul. O local ainda estava vazio. Era umas 10h, não dava de se esperar muito movimento nesse horário. Não queríamos perder tempo e mesmo com o horário, pedimos uma Caldereta Brahma 350ml (R$5,50) e uma caipirinha (R$12), a ideia era entrar no clima tradicional do bar.

Conversa vai, conversa vem, fui observando o ambiente. Local simples, assim como um boteco deve ser, e astral bacana, como um boteco dever ser. Situado em uma esquina, como um tradicional boteco deve ser. Cadeiras e mesas altas na calçada, como um boteco interessante deve ser. Cardápio recheado de petiscos, friturinhas, PFs, feijoada e sanduíches, assim como deve ser a cozinha de um boteco legal. Local com alma de boteco. Nada de decoração diferenciada ou criativa. Ambiente simples, mas autêntico. Local pequeno, mas com coração de mãe, tem um lugarzinho para todos. Dizem que à noite o local lota, mas que a maioria não se importa de ficar em pé, aliás, esse clima informal e badalado é o que dá charme, dizem.





Não quis fugir do tradicional quando consultei o cardápio. De cara, pedimos a porção de coxinhas de galinha com 6 unidades (R$21) como entrada e o sanduíche de mignon (R$25) como o prato principal. A essas alturas o bar já tinha diversas mesas ocupadas. Ao meio dia a casa estava cheia, praticamente lotada. Dando aquele "confere" na mesa dos vizinhos, vi que não era a única a pedir a coxinha de galinha. As mesas estavam fartas de croquetes, fritas e bolinhos. Cerveja e caipirinhas nas mesas, sempre!




Sobre as coxinhas de galinha, uma delícia!!! Sequinha e com massa muito saborosa. Quando fiz o pedido, achei que vinham aquelas coxinhas de aniversário, pequeninhas, mas não, vieram grandes, tornando o petisco exagerado para nós duas. Enfim, nada de lamentações, valeu, valeu demais! Tava delícia!!! 



Não demorou muito tempo, pousou em nossa mesa o sanduíche de mignon. Fiquei um pouco decepcionada, pois vieram com pão de forma integral. A versão original vem com pão de trigo, então  isso me deixou um pouco desapontada. Com certeza a mudança do pão alterou o sabor da receita original e, confesso, aquela altura do campeonato tudo o que eu não queria era pão integral. A sorte foi que o recheio surpreendente salvou. Delicioso! E o legal é que o mignon era mesmo mignon!! A carne se desmanchava na boca. O queijo derretido completou o sabor. Nada de novidade, nem de diferente, já comi parecidos em outros botecos de Floripa, mas esse estava de lamber os dedos. Fico imaginando se estivesse no pão de trigo... ai ai... O sanduíche vem acompanhado de batatas-fritas, bem gostosas, mas ficaram de lado.  Não que estivessem com algum problema, não, de forma alguma. A questão é que as coxinhas ocuparam todo o espaço das nossas pançinhas.  Pedimos mais uma cerveja, afinal para a gelada sempre arrumamos um lugar, haha.



Minha intenção quando voltar ao Rio de Janeiro é retornar ao Veloso Bar, só que à noite. Quero conferir o famoso agito e sentir o clima da boêmia noturna carioca.


SERVIÇO
www.barveloso.com.br
R. Aristides Espínola, 44 - Leblon, Rio de Janeiro - RJ, 22440-050
(21) 2512-1113